Por trás dos alimentos que você encontra nas prateleiras e nas mesas do Fontes, há uma história que começa há quase 40 anos em um sítio em Teresópolis.

 
 
José Rocha, Paul Moras, Nair Moras e Gilmar. maio 1985.

José Rocha, Paul Moras, Nair Moras e Gilmar. maio 1985.

Plantação de Couve de Bruxelas, 1984.

Plantação de Couve de Bruxelas, 1984.

Uma história de família

Em busca de bem-estar, Paul Moras tornou-se um estudioso dos métodos de alimentação, aderiu à macrobiótica e, para garantir a procedência dos ingredientes que usava, começou uma plantação onde introduziu a agricultura orgânica. Zeloso da saúde da sua família, compartilhou suas descobertas com os filhos, transmitindo-lhes o hábito da alimentação natural, e passou a enviar os produtos da sua lavoura para eles. Logo, começou a receber pedidos de outros parentes, vizinhos, amigos e, em pouco tempo, a lista de consumidores já somava 200 pessoas. 

Para dar conta da demanda, Paul decidiu estabelecer uma feira improvisada numa casa no Humaitá. Ali, sua filha Maria Luiza e seu genro Raul comercializaram pela primeira vez os pães integrais e os sanduíches naturais que até então preparavam para consumo próprio. Não demorou para se tornarem fornecedores de lojas especializadas, e o que era uma ação entre amigos virou um negócio.

O Fontes

Dois anos depois, a oportunidade de abrirem sua própria loja bateu à porta do jovem casal pelas mãos de uma cliente que havia decidido passar seu ponto em Ipanema. Em outubro de 1987, Maria Luiza e Raul abriam as portas do Fontes e, sem saber, inauguravam uma nova tradição do bairro. 

Concentrados na qualidade dos alimentos que ofereciam, com pouca experiência em comércio e, ainda por cima, às vésperas do nascimento do quarto filho, não tiveram tempo nem recursos para investir em planejamento ou publicidade. Não foi preciso. A combinação de sabor e saúde atraiu atletas, gente em busca de boa forma e bem-estar, adeptos das várias formas de alimentação natural, pessoas com restrições alimentares e curiosos em geral. 

O boca a boca fez o serviço, Ipanema descobriu o Fontes, e ele se tornou a maior referência do bairro em alimentação natural. As mesas comunitárias do restaurante passaram a ser ponto para a troca de informações sobre alimentação, medicina alternativa, exercícios e práticas saudáveis em geral. 

Crescimento natural

Enquanto os filhos cresciam, acompanhando o trabalho dos pais, o espaço ia se tornando pequeno para abrigar simultaneamente a mercearia e o restaurante. O aumento da oferta de produtos naturais e as novas tendências da alimentação pediam mais prateleiras na mercearia e mais pratos no cardápio do restaurante.

Hoje, separados em duas lojas da mesma galeria em Ipanema, o restaurante oferece cerca de 80 pratos, 20 sobremesas e sucos preparados diariamente, enquanto, na mercearia, consumidores com as mais variadas exigências alimentares encontram mais de 5.000 itens analisados e selecionados com rigor. À frente do Fontes, Raul e Maria Luiza agora contam com a ajuda de seus filhos Renato e Flávio, a terceira geração de uma família que cresce compartilhando fontes naturais de vida e prazer.

 

Agora que já nos conhece, que tal dar uma olhada nas novidades da Mercearia?